UNITA e a sua política externa
22 Setembro 2017
      
UNITA E A SUA POLÍTICA EXTERNA.
DETALHES IMPORTANTES DA HISTÓRIA DIPLOMÁTICA DE ANGOLA.

O Dr. Savimbi manteve boas relações com o Presidente Mandela e, influênciou o governo Sul africano a liberta-lo depois de muitos anos na prisão, enquanto preso Político. Uma das razões desta aproximação de Nelson Mandela com a UNITA, foi o facto do Dr. Savimbi ter recusado entregar ao governo sul africano, soldados do ANC, capturados pela UNITA em Angola. Ainda a história registou o impasse militar que ocorreu nas batalhas do Cuito Cuanaval.

Não houve vitória militar de quem quer que seja nas batalhas do Kuíto Cuanaval. De facto, o governo angolano e o seu exercito, as FAPLAS, nunca ocuparam a Jamba, capital das Terras Livres da UNITA, no sudeste de Angola, e muito menos sitia-la. Foi este impasse que levou as partes em conflito acordarem da resolução 435, das Nações Unidas.

De facto, os Americanos propuseram a Política do " linkage " que determinava a retirada simultânea dos cubanos de Angola, e dos sul africanos da Namíbia, bem como o início de negociações directas entre o governo angolano e a UNITA, e a SAWPO e os sul-africanos para a resolução do conflito Namibiano.

Com este acordo quadripartido, Angola ganhou o multipartidarismo e, a Namíbia, a sua independência nacional. Em vez de se construírem monumentos para celebrar vitorias militar de uns contra os outros, os angolanos devem festejar a conquista do multipartidarismo, um dos pilares da democracia, mesmo se ainda frágil.




Por : Alcides Sakala


Angola-Connection.net