Reflexão sobre o modo de nomeação da administração da Sonangol , Bna e PGR
8 Outubro 2017
      
Bom dia, caros amigos Deputados da 5.ª Legislatura da Assembleia Nacional da República de Angola. Hoje me Dirijo especialmente a vocês para juntos reflectirmos sobre o modo de nomeação dos Conselhos de Administração da Sonangol e do BNA, bem como a nomeação do Procurador Geral da República.

Sou de opinião que a competência, para a nomeação desses órgãos, devia ser partilhada entre o Presidente da República e a Assembleia Nacional.

O PR indica o seu candidato e a Assembleia Nacional toma a decisão, em última instância, de aprovar ou não a indicação feita. Em caso de não aprovação o PR fica obrigado a indicar outro.

Considero ser basilar, reconhecermos a importância capital que estas instituições representam para o nosso país, evitando a arbitrariedade de quem nomeia, como aconteceu agora com o novo Conselho de Administração da Sonangol. Acredito que só foi possível porque nós povo eleitor permitimos e ao sermos tidos nem achados na hora H.

Com a intervenção da Assembleia Nacional já não nos sentiremos órfãos do sistema criado.

E só para reflectirmos! Me perdoem se escrevi atoa!




Por : Kahenda Ka Muenda Lamba


Angola-Connection.net