O MPLA não tem condições para restaurar a dignidade dos Angolanos, limpar o país dos criminosos que tanta dor e sofrimento causam ao nosso povo
9 Outubro 2017
      
Logo depois da tomada de posse ilegítima do JLo, avisei que não tardaria iríamos ter a denúncia de casos de corrupção dos seus ministros, um corrupto não deixa de ser corrupto por decreto, portanto logo que fosse o primeiro caso de corrupção, o que faria o presidente ilegítimo!

Pois aqui temos o primeiro caso para o JLo dar o devido tratamento :


“Frankfurt - Angola acaba de acionar mais um alarme, sob pena de palmilhar por um período prolongado de exclusão do sistema internacional de pagamentos, com efeitos gravosos na reanimação económica fortemente afetada pela baixa das receitas de exportações de petróleo.

Persistem sinais de ausência de transparência no sistema de pagamentos, ao confirmar-se fortes fragilidades nos mecanismos de controle e combate do branqueamento de capitais. Informações recentes apontam o desvio de avultadas somas de fundos públicos, instruídas pelo Ministro das Finanças o Dr. Augusto Archer Mangueira, para a conta de um funcionário do Ministério das Finanças (filho de um freund próximo do Ministro) e daí transferidos para contas de pessoas individuais no Banco BNI, que por sinal os demais beneficiários, cidadãos singulares, são igualmente pessoas próximas ao Ministro das Finanças, incluindo personalidades de proa do partido MPLA.

As autoridades europeias manifestam-se ainda apreensivas ao tomar conhecimento a pretensão de exoneração de altos quadros afetos a Unidade de Informação Financeira pelo facto de estes terem estado na esteira da detenção da referida operação fraudulenta de desvio de aproximadamente USD500 milhões de dólares dos Estados Unidos da América equivalentes na moeda nacional de Angola.


Sabe-se que no período pré-eleitoral foram realizadas avultadas operações financeiras de natureza duvidosa, muitas das quais associadas à familiares próximos ao Ex-Presidente o Engenheiro José Eduardo dos Santos. Informações do FATF indicam que algumas destas operações sob vigilância internacional.

Constituiu igualmente alarme, o facto de recentemente, bancos angolanos terem efetuado transações do Fundo Soberano do Fundo Soberano de Angola no montante aproximado de EUR1 bilião a favor de empresas detidas pelo empresário suíço Jean-Claude Bastos de Morais (amigo pessoal e sócio de José Filomeno dos Santos, Presidente do Fundo Soberano de Angola), actualmente sob investigação por fortes indícios de crimes financeiros de branqueamento de capitais

Noronha de Albuquerque Mocci”.

O MPLA não tem condições para restaurar a dignidade dos Angolanos, limpar o país dos criminosos que tanta dor e sofrimento causam ao nosso povo .


Angola-Connection.net