JES é um factor de instabilidade e que devia deixar o poder, mais tarde
30 Outubro 2017
      
Nos últimos 5 anos acompanhei os actos e intervenções de uma pessoa muito próxima, durante 5 anos fomos convergentes na análise dos factos da nossa sociedade, concordamos por exemplo que o JES é um factor de instabilidade e que devia deixar o poder, mais tarde recebemos a boa nova de que o JES ia mesmo deixar o cargo de presidente da República, entretanto chegaram as eleições, o JLo mudou o discurso, começou a falar com um ser racional, abordando os problemas sem tentar escamotear-los, vieram as primeiras medidas administrativas do JLo e essa pessoa começou a desviar o sentido da marcha admitindo por esperança que agora o MPLA está no caminho certo.

Pois moral da estória, o nosso posicionamento político tem que ter como base a ideologia em que acreditamos, para que nada mude o rumo e os objectivos que procuramos, claro que sempre soube que essa pessoa próxima minha não comungava a minha linha ideológica, que nunca permitirá que eu sirva partido da extrema esquerda, com bases comunistas, tal como nunca serei capaz de acreditar nos seus líderes, estas diferenças sempre existiram entre nós, aconteceu durante a luta de libertação nacional, o que não tendo sido bem geridas levou-nos a mais de 20 anos de guerra fratricida, aqui está a verdadeira essência e razão da democracia, que é sabermos respeitar as diferenças, não aceito aqueles conceitos de que África tem que ter uma democracia adaptada, onde os mentores dessas ideias estão no poder e essa dita democracia a moda de África fará com que eles jamais percam o poder.

Não existe a imposição da vontade da minoria sobre a maioria, as regras de jogo devem ser claras e respeitadas, penso que um país só pode ser decretado democrático, quando a minoria respeita a escolha da maioria de coração, com amor e respeito.

Infelizmente Angola ainda está muito longe dessa realidade, até o processo de reconciliação nacional está atrasado, hoje o MPLA mudou de presidente não pela vontade dos seus militantes, esses votaram no JES para presidente do partido com 99,2 % dos votos, no entanto fomos nós os seus opositores que o obrigamos abdicar do poder, a escolher o JLo que está a ser tão aplaudido pelos mesmos militantes que elegeram o JES presidente do MPLA.

Por isso Angolanos compreendam, só um sistema democrático pode manter a paz, estabilidade e prosperidade de uma nação




Por : Humberto Caetano


Angola-Connection.net