Justiça pede quebra de sigilo de conversas no WhatsApp
20 Fevereiro 2018
      
Após ter montagens de fotos compartilhadas através do WhatsApp, jovem pensa até em suicídio.
Por Rafaela Pozzebom | @oficinadanet

Fonte :oficinadanet.com.br

A Justiça de São Paulo está solicitando ao Facebook, que é dona do WhatsApp, a quebra de sigilo de conversas através do aplicativo. O motivo: uma suposta montagem pornográfica feita com fotos de uma estudante paulista.

As montagens foram realizadas com imagens publicadas no perfil do Facebook de uma estudante de engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Algumas pessoas fizeram montagens de cunho pornográfico da moça em questão, sendo que tais imagens foram compartilhadas nos grupos "Atlética Chorume" e "Lixo Mackenzista". Além disso, o número da vítima também apareceu nas fotos, o que fez com que muitos homens a ligassem para propor programas sexuais.

Sales Rossi, relator do processo e juiz da 8ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, após receber a denúncia, está solicitando a liberação do conteúdo das conversas entre os dias 26 e 31 de maio deste ano, além dos números de IPs dos indivíduos envolvidos nas montagens das imagens.


Angola-Connection.net