Angola: Rafael Marques e Mariano Brás absolvidos
6 Julho 2018
      
Angola: Rafael Marques e Mariano Brás absolvidos
Agência Lusa, ni

Este site utiliza cookies para análise de dados, conteúdo personalizado e anúncios. Ao continuar a navegar neste site, concorda com a sua utilização.

Os jovens tailandeses estão privados de luz. Quais são os efeitos de viver na escuridão?
Tailândia: 'Se chover, vamos tentar tirar os rapazes'

Rafael Marques e Mariano Brás, jornalistas angolanos © Fornecido por Deutsche Welle Rafael Marques e Mariano Brás, jornalistas angolanos

A decisão de absolvição foi comunicada já durante a tarde, após um longo período de leitura dos contornos do processo pelo tribunal. O processo movido pelo ex-Procurador-geral da República de Angola, João Maria de Sousa.

Os advogados do general João Maria de Sousa pediram a condenação dos dois jornalistas, pela publicação de uma notícia, há dois anos, no pagamento de uma indemnização total de quatro milhões de kwanzas (13.500 euros).

Em causa está uma notícia de novembro de 2016, divulgada no portal de investigação Maka Angola, do jornalista Rafael Marques, com o título "Procurador-geral da República envolvido em corrupção", que denunciava o negócio alegadamente ilícito realizado por João Maria de Sousa, envolvendo a aquisição de um terreno de três hectares, em Porto Amboim, província do Cuanza Sul, para construção de condomínio residencial.

A notícia foi posteriormente retomada por Mariano Brás para a sua publicação semanal "O Crime", o que motivou João Maria de Sousa a acusar os jornalistas de crimes de injúria e ultraje ao órgão de soberania.

Durante o julgamento, a acusação foi rebatida pelos advogados de defesa, alegando que foram citadas as fontes da informação, entendendo por isso que a sua intenção de informar não pode ser interpretada como um crime.

por:content_author: Agência Lusa, ni


Angola-Connection.net